sábado, 7 de janeiro de 2012

JIMMY CARTER OU A FORÇA DA DERROTA


Israel Belo de Azevedo

Numa entrevista, o ex-presidente norte-americano Jimmy Carter conta um drama pessoal:
"A maior decepção de minha vida, quando estava afastado de Deus, aconteceu em 1966. Foi quando concorri ao governo da Georgia e fui derrotado por um segregacionista. Fiquei decepcionado. Eu não era um racista. Eu estava empenhado no progresso social e na igualdade de negros e brancos e Deus tinha me decepcionado por ter permitido que fosse derrotado, apesar de meus melhores esforços.
Minha irmã, que era uma famosa evangelista chamada [Ruth] Carter Stapleton, ouviu falar sobre minha desilusão com Deus. Ela veio a mim e sugeriu que as decepções na minha vida deviam ser usadas para fortalecer minha fé e para me levar a olhar para possibilidades diferentes. Eu devia olhar para aquilo como se Deus tivesse respondido às minhas orações dizendo "não". Ela citou um versículo do livro de Tiago, segundo o qual as provações nos dão paciência e a paciência nos leva a uma fé mais firme".
Depois disto, a carreira política deu uma guinada e ele chegou à presidência do seu país.
Novamente conheceu a provação, ao perder para Ronald Reagan. Sua fé ficou mais firme. A partir daí, tornou-se um dos mais respeitados políticos da história mundial recente.

Via Prazer da Palavra - http://www.prazerdapalavra.com.br

4 comentários:

Salviano Adão disse...

A paz querido Sammis, meu nome é Salviano Adão do blog; A única verdade em sua própria bíblia. O motivo do meu contato é porque gostaria de fazer uma parceria em nome de Jesus, já postei o blog do querido em minha lista de blog, passa lá depois para dar uma conferida, e gostaria que você também postasse o meu blog em seu blog, mas essa parceria é só se quiser.
Que Deus abençoe e aguardo o seu contato.

Juber Donizete Gonçalves disse...

Sammis,

Jimmy Carter é um exemplo de homem público que mesmo sofrendo outra grande derrota que foi a perca da reeleição em 1980 para Reagan, montou uma fundação e passou a atuar em várias frentes ligadas a paz, sendo inclusive premiado internacionalmente por isso. Ele ajudou em acordos com vários países como Panamá, Coréia do Norte, sendo que sua presidência ficou famosa pela luta dos direitos humanos. No livro autobiográfico de Billy Graham, o mesmo disse que sempre foi muito atuante como conselheiro na Casa Branca em vários governos. O que ele menos atuou foi justamente no governo Carter, porque o presidente era presbiteriano praticante e disse ao famoso evangelista que não queria misturar religião e política. Um exemplo.

Sammis Reachers disse...

Olá Salviano, vi lá o link da Confeitaria Cristã, e o link de seu blog já está por lá, na seção 'Amigos Beneméritos'. Mas se você deseja parceria com este blog também, o Poesia Evangélica, ponha o link por lá e depois me avise meu querido.

Parabéns pelo bom trabalho. Deus lhe abençoe mais e mais!

Sammis Reachers disse...

Juber meu querido, realmente o Carter é um exemplo para muitos de nós, e muitos líderes.

Deus lhe abençoe meu amigo!